28 maio 2011

# 412 A Nossa Varanda


Na varanda, das nossas almas
Embalamos a chama no peito; 
São ferventes, de águas calmas
Nas noites de amor perfeito.

Na varanda, das nossas causas
Embriagante bebida de almas;
Melodiamos amor sem pausas
Canto e êxtase nossas palmas.

Estrela, o teu espelhar de amar
Uma rosa de chuva que treme...
Celeste, o meu corpo por voar
Um ramo de vento que geme...

Na nossa varanda, de olhares estendidos ao longe...
Na nossa varanda, de palavras voadoras em ponte...
De todos os nossos anseios!

Na nossa varanda, os beijos florescem em sussuros...
Na nossa varanda, os desejos saltam sem muros...
Em todos os nossos devaneios!

http://www.luso-poemas.net/

2 comentários:

alfacinha disse...

poema profundo

Adriana de Adriano disse...

Estou passando pelo teu blog, gostei e to seguindo, de uma olhadinha no meu e se quiser pode me seguir tbm!
bjus
Adriana de Adriano
http://algumascoisasqueeuescrevo.blogspot.com/